sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Reagrupamento de arrondissements.

Os habitantes do 1º, 2º, 3º e 4º Arrondissements de Paris votarão, hoje,  pelo reagrupamento destes arrondissements, em um só, dando-lhe um nome.  Será?

Iolanda Lopes de Abreu

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

La Tour Eiffel

O que tem de diferente esta torre que atrai a atenção do Mundo todo?


A bela iluminação fixa, durante toda a noite?

O piscar das lâmpadas, à noite, de hora em hora?

São seus 324m de  altura?

O fato de ser vista de quase todos os pontos onde você esteja em Paris?

O fato de ser o símbolo que homenageia grandes eventos, com mudança de suas cores?

Ou o fato de, em torno dela, celebrarem-se grandes comemorações?

A grande ilusão de ótica - você só percebe que está situada apenas numa das margens do Sena, quando dela se aproxima?

São as 7.300 toneladas de ferro que foram utilizadas para erguê-la?

Ter sido inaugurada em 31 de agosto de 1889 e ainda se conservar ali, no Champ de Mars, perfeita?

Ou ainda o fato de ser a maior construção de Paris?

Saber que  montagem dos pilares, começou no dia 1 de Julho de 1887 e que terminou 21 meses depois?




O pior é que você não resiste ao interesse de fotografá-la, quando a avista.
Acesse:
https://mail.google.com/mail/u/0?ui=2&ik=f412feb866&attid=0.1&permmsgid=msg-f:1466943288649142215&th=145ba12619934fc7&view=att&disp=safe&realattid=f_hua98lt40

Iolanda Lopes de Abreu

sábado, 6 de outubro de 2018

Paris para pedestres.

Amanhã, domingo, ocorrerá mais uma edição do centro de Paris sem carros.
Aproveite, vá fazer seu trekking, sozinho(a) ou com a família, na Avenida mais badalada do Mundo, a Champs Elysées.
Divirta-se!!!


Iolanda Lopes de Abreu

Charles Aznavour - Foi assim.

Estava prevista a presença de 2.000 pessoas na Place des Invalides, Para as "Hommages a Monsieur Charles Aznavour", ontem, às 10h.
Dia lindo demais, fechando com chave de ouro minhas férias na França, Desembarquei na estação Invalides às 9h50min.  Fiquei surpresa.  Esperava encontrar a enorme área que fica em frente ao Hõtel des Invalides, apinhada de parisienses, franceses e turistas.
Ledo engano.  Encontrei a área toda cercada e fortemente policiada, com uma meia dúzia de gatos pingados para assistirem a cerimônia (entre eles, um eram eu - risos).
De longe, avistei uma concentração de assistência posicionada à direita e outra, à esquerda, em frenteà qual haviam colocada uma telona (oops, uma telinha) para a plebe ignara a tudo assistir.
Escolhi caminhar para colocar-me à direita, eis que me encontro já nesta posicionada, no momento atual...  Gente, você não imaginam a distância percorrida, a passos largos.  Passada a revista de bolsas etc e cumprido o ritual de detecção de metais, consegui, com muita facilidade, ocupar um lugar perto ao alambrado.
Com algum atraso (falha no rendez-vous, porque Monsieur Macron chegou um pouco atrasado), ultrapassaram os portões principais, acessando o Musée de l'Armée, a escolta e os carros dos credenciados para a referida cerimônia, em grande velocidade.
Pouco se viu e ouviu, através da projeção na tela, além dos cumprimentos de praxe, do Presidente, do que ocorria lá dentro.  De repente, uma música fúnebre pesadíssima começou a ser ouvida, tocada por um clarinetista, e surgiu a urna funerária como corpo do cantante, coberto por enorme bandeira da França e conduzida por militares elegantemente trajados nos seus uniformes.
Para mim, foi a tônica.  E acho que para o Charles também,apesar da enorme e bela coroa de flores depositada à frente do seu esquife, pois poderia ter sido cantada, à capela,  por uma das belas vozes trancesas, a fantástica e retumban te She.
Nem aquele povinho inerte, cá do lado de fora da cerca, ousou cantar, em conjunto, La Bohème.  Retirei-me decepcionada, sem esperar por discursos (um deles ainda ouvido enquanto caminhava em direção ao Sena, para um, quem sabe, até breve) e coisas que tais.





Ao fundo, o esquife envolto pela bandeira da França, visto através do telão.

Iolanda Lopes de Abreu

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

30º Dia em Paris - 2018.

Prezados(as) Amigos(as):
Chegou a hora de voltar para casa.  Embarcarei hoje, às 23h 30min.
Não posso deixar de agradecer ao Bondoso Deus, por ter-me honrado com estes 30 (trinta)  maravilhosos e abençoados dias, na Cidade onde o Amor está no Ar.
Vocês não podem imaginar que dia maravilhoso foi o de hoje.  Céu azulzinho, temperatura super agradável, girando entre os 14º e os 23º, as flores, muitas flores, ainda mostrando-se radiantes e as folhas do outono preparando seus tapetes mágicos.
Foi tudo muito bom.  Parto feliz, com muitas fotos para postar aqui.  Lamen-tavelmente, isto não pôde ser feito paulatinamente com as postagens, por causa de problemas que tive com a Internet no imóvel que aluguei. Tenho, também, muito, ainda, a contar.
Tinha de ser breve, porque dependia da conexão para acompanhar três processos no Rio.
Agradeço a vocês, que estiveram acessando as postagens, incentivando-me a blogar.  Daqui a uma semana, creio, elas estarão completas e, se quiserem dar uma repassada, muito me alegrarão.  Deus os abençoe.
Agora, irei aos Invalides, ver a homenagem que será prestada ao Charles Aznavour, com discurso do Presidente Emmanoel Macron. Depois eu conto. 



Aproveito para postar as fotos do m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o apartamento que aluguei, em Cambronne, no 15º arrondissement, depois de uma seleção minuciosa no Airbnb, para viver este período, à parisienne


Merci.  À bientôt.


Abela e imponente fachada do predio,de frente para a Rue Miollis.

Vista do présdio,a partir do jardim da parte de trás.
Muitas sacadas com lindas flores.

Incontáveis roseiras numa grande aleia que eu percorria todo dia,para sair e entrar no n° 28, o do meu bloco.

Bela ornamentação do extenso muro que cerca a "propriedade privada".


Uma Escola Maternal num dos blocos do prédio, acredita?  Minha diversão, logo pelas 8h 30min.,
apreciar a entrada das crianças, acompanhadas de seus pais.
Jardis muito bem cuidados e sempre com belas flores.



Primeira porta de acesso, com sensor de chave,

Espaço entre a porta principal e a segunda porta, também com sensor.  Segurança máxima

Interior de um dos elevadores.  Eram dois, nocorredor principal.
Entrada do apartamento.  Cozinha super bem equipada.


Tudo que eu precisasse para cozinhar: óleo, azeite, vinagre, sal, condimentos...
e louça em número super suficiente.
placa elétrica. torradeira e fervedor de água
Forno de microondas
Diversos, de tudo um pouco.



Maquina de lavar roupas, prateleiras,cabides.
Uma gracinha de banheiro.  Numa das gavetas, mudas de toalha de banho e de rosto.

Abaixo, mostro que havia espaço suficiente para as malas ficarem no quarto,
embora Yves tenha disponibilizado espaço na cave para guardá-las.









Iolanda Lopes de Abreu

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Porque amanhã será sexta-feira.

Final de semana, eita sexta-feira movimentada!
Amanhã, prepare-se:
O dia começará com grande homenagem ao Autor de La Bohème - Charles Aznavour, pela manhã, nos Invalides.  Já está confirmado.  Inicialmente, a família do cantor havia se posicionado contrária à mega manifestação.
O Presidente Emmanuel Macron fará um discurso.

A partir das 19 horas, em sua 17ª edição, muitos projetos artísticos iluminarão, sob a direção de Gael Charbau, a Nuit Blanche 2018.  Na noite de 6 para 7 de outubro, o público da île de France poderá explorar quatro setores, aos quais foram dados os nomes de constelações.  Veja a programação completa em Paris.fr.  Haja fôlego! 


Preparativos para a Nuit Blanche, na Pont Eduardo III.

Iolanda Lopes de Abreu

29º Dia em Paris - 2018.

Ah!  Deus é muito bom!
Que dia maravilhoso para fechar as minhas férias na França!  Céu limpinho, sem uma única nuvem.
Escolhi caminhar pelo Marrais.


Iolanda Lopes de Abreu